• camila bolçone

Tecnologias do agro para pequenos produtores!

Nos últimos blogs abordamos diversos temas de plantabilidade, tais como a importância do cálculo do coeficiente de variação (CV) e os 5 indicadores de um plantio de qualidade. Nesse período diversas dúvidas surgiram por parte de nossos leitores e por seguidores do Instagram, nos questionando se nossas tecnologias para o agronegócio são exclusivas para grandes produtores. E a resposta é : NÃO! A tecnologia hoje é para todos, e independente do tamanho de sua lavoura ou de seu trator ela pode te ajudar a ter grandes ganhos competitivos. Dessa forma resolvemos escrever esse blog visando sanar essas dúvidas e apresentar tecnologias que cabem no bolso do pequeno produtor.


Então vamos lá?


A importância da tecnologia na agricultura 5.0


(Imagem: Aplicação em Taxa Variável)


A produção agrícola do passado era bastante diferente da que vemos atualmente. Antigamente, altas produtividades eram sinônimo de uma grande propriedade, já que para ter uma maior produção era necessário ter uma maior área plantada. Atualmente as coisas mudaram e com a tecnologia é possível produzir mais em um mesmo tamanho de local.


Para se ter uma ideia do quanto a tecnologia contribuiu com o aumento da produção, nos últimos 40 anos a produção de grãos no Brasil aumentou em +500%, enquanto no mesmo período a área plantada aumentou apenas +70%. Ou seja, o aumento da produção foi alcançado não apenas pelo aumento de áreas, mas principalmente pelo ganho de produtividade decorrente da adoção de tecnologia no campo. (Consultoria Markestrat, 2021)


A inovação no agro é assunto constante em diversos eventos e feiras, e cada vez mais contamos com tecnologias que garantem aumento da produtividade, melhoria da gestão da fazenda, redução de desperdícios com insumos, além de maior sustentabilidade no manejo da lavoura. Todas essas inovações trazem grandes ganhos competitivos ao agricultor e despertam a necessidade dele estar sempre atualizado com as novidades do mercado.


Agora que vimos como é importante estar por dentro da agricultura 5.0, vamos apresentar algumas tecnologias com um custo acessível e capazes de trazer grandes economias para o bolso do produtor, tendo um rápido retorno ao investimento.


Vamos lá?


Para melhorar, você precisa medir (Monitores de plantio)


Segundo o professor Paulo Arbex (UNESP-SP, Grupo Plantio Direto), o potencial produtivo de uma lavoura é definido no momento do plantio, dessa forma uma boa plantabilidade em conjunto com sementes de qualidade influencia diretamente no alcance de altas produtividades.


O termo plantabilidade é definido como a deposição de sementes e adubos de maneira correta, de forma que a distância entre os insumos seja a mais uniforme possível. Para alcançar essa uniformidade, é necessário minimizar ao máximo as falhas e plantas duplas. Do que adianta encontrar falhas no plantio, quando a lavoura já está estabelecida? Para uma maior produtividade, as correções têm que ser feitas na hora, no momento exato da operação.


Por esse motivo, investir em tecnologia de plantio é um bom começo para aquele pequeno produtor que busca maiores rendimentos.

.

Pensando nisso, a Agrosystem tem em seu portfólio o monitor de plantio MP36, uma solução 100% nacional com um preço acessível, desenvolvida especificamente para o pequeno e médio produtor


Com o monitor de plantio MP36 é possível monitorar linha a linha se está caindo a quantidade adequada de sementes e adubos, além de ser possível programar alarmes sonoros e visuais, quando ocorrem falhas. O equipamento é compatível com o software Climate Field View da Bayer e também pode ser acoplado com sensores de velocidade.


Você deve estar se perguntando qual é a economia na prática que esse equipamento traz para o seu bolso. Pensando nisso, nós desenvolvemos o app MP36 simulador. Nele é possível fazer o cálculo da redução de gastos ao se comparar com a maneira antiga de fazer o monitoramento (outra pessoa atrás da máquina observando quais linhas ocorreram falhas, o famoso “badeco”). Para exemplificar o resultado do cálculo, suponhamos que no plantio de soja, utilizando o método antigo de monitoramento, o operador descubra uma falha 10 segundos após ela ocorrer e que ocorram em média 3 falhas por hectare. Considerando o valor da saca de soja a R$170,00 (ESALQ/B3) as perdas seriam de

R$32.772,60 a cada 10.000 hectares ou R$32,77 por hectare. O download do app pode ser feito gratuitamente nesse link, e é possível simular a economia precisamente com base em seus dados.


(Aplicativo de Simulação MP36)

Download IOS / Play Store


O preço do monitor MP36 se altera de acordo com as variáveis que serão monitoradas e com o número de linhas da plantadeira. Sendo compatível com todos os implementos, e com um preço inicial de R$6.560,00 (monitoramento de semente de 4 linhas de plantadeira). Sinta-se à vontade para simular o quanto ficaria o MP36 no seu caso, com este link.



(Monitor de Plantio MP36)


Dá pra ver que o retorno ao investimento no MP36 pode ocorrer até mesmo em 1 safra, o que é muito vantajoso principalmente com a alta nos custos com insumos.


A Agrosystem também possui em seu portfólio tecnologias mais avançadas para não apenas o monitoramento do plantio, mas também para o controle, como os módulos IntelliAg e ISO6. Porém, para um pequeno produtor iniciando na adoção de tecnologias, o monitor de plantio MP36L já será um grande passo para melhores produtividades e com um investimento inicial que cabe no bolso.



Torne suas ações no campo muito mais previsíveis com o monitoramento climático (Estações meteorológicas)


Segundo o professor Dr. Sentelhas, o clima é a variável que tem maior impacto na produtividade de uma lavoura, representando aproximadamente 50%. Isso ocorre pois a agricultura é uma empresa a céu aberto sendo altamente afetada por eventos climáticos, dessa forma, possuir uma boa previsibilidade desses eventos garante grande economia ao produtor. Os gastos gerados com replantios, perdas por deriva em pulverizações e até mesmo a quebra de safra gerada por geadas e estiagens, podem ser facilmente mitigados com o monitoramento climático.


Com as estações meteorológicas Agrosystem, os dados são captados na fazenda e enviados para o App AgrosystemCloud, onde são compilados gerando gráficos personalizados e armazenando dados históricos do local.



(APP AgrosystemCloud)


Caso o produtor opte pelo plano Premium do aplicativo, ele se beneficiará também de previsões do tempo com inteligência artificial, a qual aprende constantemente com os dados captados na estação, para previsões do tempo cada vez mais precisas. Além disso, o plano Premium conta ainda com o exclusivo Mapa de Pulverização, que com base no monitoramento climático indica a melhor janela de pulverização dos próximos dias, minimizando ao máximo as perdas por deriva.


Mas como exatamente uma estação meteorológica contribui com maiores rentabilidades para o pequeno produtor? Um bom exemplo é a economia com deriva utilizando o Mapa de Pulverização. Segundo estudo realizado pela USP, a pulverização feita em condições climáticas adversas pode aumentar em 125% a distância máxima percorrida pela gota na aplicação terrestre, e 28% na aplicação aérea.


Já imaginou reduzir suas perdas com deriva em 125%? Esse monitoramento faz uma grande diferença nos custos finais da lavoura.



(Estação Vantage Vue Compacta)


A estação meteorológica Vantage Vue Compacta é uma ótima opção para o pequeno produtor, por ser robusta, confiável e com excelente custo benefício, possuindo preços que variam de R$5.500,00 a R$9.000,00 (dependendo da conectividade de internet de sua fazenda e do seu estado). Esse equipamento mede todas as principais variáveis climáticas como a chuva, pressão barométrica, temperatura do ar, umidade do ar, velocidade e direção do vento.


Todos os dados da estação ficam disponíveis na plataforma AgrosystemCloud, a qual tem assinatura com custos variáveis: desde planos com custo zero (apenas o dados em tempo real) até a versão premium (mapa de pulverizações e dados históricos) com custo de R$150,00 mensais.


Além disso, para os clientes que optem pelo plano PLUS (que grava os dados históricos da estação), este plano é muito útil na hora de acionar um seguro agrícola. Veja o caso do cliente abaixo:





Saiba o melhor momento de colheita (Medidor de umidade de grãos portátil)


O teor de umidade presente em um grão é um dos fatores mais importantes para determinar a qualidade do produto, sendo uma informação importante para saber o melhor momento de colheita.

Além disso, a umidade dos grãos é fator crucial para evitar a deterioração de grãos armazenados, evitando o aparecimento de doenças decorrentes de altas umidades.


(Mini Gac Portátil)


Possuir um medidor de umidade de grãos pode ser extremamente caro, mas a Agrosystem tem uma solução eficiente e com um ótimo custo benefício, o mini gac portátil¹. Esse aparelho tem custo de aproximadamente R$4.800,00 e faz a leitura de umidade e temperatura de grãos inteiros no próprio campo, com capacidade de medir até 20 culturas diferentes (soja, milho, canola, trigo e etc).

Com essa ferramenta portátil, o produtor tem mais segurança na hora de colher e secar seus grãos, com investimento que cabe no bolso.

  1. Equipamento portátil, não homologado para fins comerciais

Conclusão

As tecnologias para o agro tem se desenvolvido e ajudado muitos produtores a aumentarem a produtividade de suas lavouras, além de permitirem muito mais controle sobre tudo o que acontece por lá.

E como ficou claro nesse blog, A TECNOLOGIA NÃO É EXCLUSIVA PARA GRANDES PRODUTORES, havendo diversas opções acessíveis para pequenos e médios produtores.

Nesse blog abordamos 3 soluções que cabem no bolso do pequeno produtor e trazem economias e maiores rendimentos na lavoura:

  1. Monitor de plantio MP36

  2. Estação Meteorológica Vantage Vue associada ao Plano PREMIUM no AgrosystemCloud

  3. Medidor de umidade de grãos portátil Mini GAC

Não fique de fora da agricultura 5.0, fale já com um de nossos consultores e encontre a solução ideal para a sua realidade.



Quer saber mais sobre nossas soluções? Acesse: https://www.agrosystem.com.br/

Elaboração do artigo: André Brandt Alves

Engenheiro Agrônomo pela Universidade Federal de Lavras (UFLA), com MBA em Marketing pela ESALQ/USP


43 visualizações

Posts recentes

Ver tudo